sábado, março 04, 2006

Milão pois é...



Olá amigos, decidi após alguma reflexão colocar um post no meu blog, maravilha. Noite engraçada no Rolling Stone, alguma bebida pois...

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Milagre

Afinal existem milagres, a minha passagem nestas duas cadeiras representa um autêntico e completo exemplo de um milagre.
Queria agradecer a todos os que me aturaram e hão-de aturar. Só isto, agora apareçam em Milão sff!

quinta-feira, janeiro 26, 2006

Igreja

Frade essa conversa do casamento, do padre e de todas as burocracias religiosas fizeram-me lembrar, naturalmente, da igreja e do simbolismo de Jesus e toda essa história.

Convivi toda a minha infância com uma pessoa que era, e continua a ser, uma verdadeira crente e defensora da fé cristã, a minha avó. Eu, felizmente, nunca me identifiquei muito e sempre me afastei desta vertente que a minha vó, com todo o carinho e boa fé, tentou "incutir" em mim. A igreja para mim significa o topo do interesse e do poder na sociedade que chamamos de cristã. Desde a idade média que a igreja comanda a politica e tem o poder de vetar ou deliberar muitas das decisões do mundo, basta reparar que a maioria das guerras nasceram de conflitos involvendo a religião.

Nunca consegui aceitar imagens como a que assisti em Fátima, onde várias pessoas de idade fazem um corredor de muitos metros de joelhos, em claro sufrimento. Isto tudo se passsa enquanto várias lojas vendem artigos religiosos, a preços nada baratos, e onde acabei por reparar num cenário que me chocou. Existe portanto uma banca onde se vendem velas para queimar na chamada zona das promessas (acho que é assim), velas essas que nos são apresentadas com um preço marcado e uma ranhura ao lado para colocarmos o montante que a "nossa consciência" disser. Vi enumeras pessoas a colocarem, por exemplo, 10 € por uma vela de 0,10 €. Não vi ninguem a colocar o valor certo, sempre por cima. Imagino o dinheiro que não sai desta "banca" todos os dias...

Relacionado com este assunto e a uma escala bem maior, estive tambem no centro do negócio religioso, a Basilica de São Pedro em Roma. Inacreditável...uma igreja banhada a ouro, com um tecto fabuloso e toda recheada de inumeras estatutuas e figurar rarissimas e muito valiosas tá claro. Como pode uma instituição que defende a igualdade, que a pobreza não devia existir e que preconiza que as coisas materiais nada significam pode manter um momento como estes que, provavelmente, pagaria a divida de muitos paises do Terceiro Mundo.
Li num artigo de uma revista financeira, se não me engano a Exame, que o Vaticano era a "empresa" mais rentável do mundo, sempre apresentou lucro e a tendência é a aumentar os seus rendimentos.


Sou um confesso defensor da fé, mas sou mais do tipo "ver para crer", só me pregunto como é que pessoas com educação e formação não têm a capacidade de "confrontar" a igreja com todas estas questões. Vejo muitas pessoas da nossa idade dizerem que são cristãs, religiosas e não consigo compreender como não questionam tudo isto e se entregam a algo que, de facto, é uma farsa. A fé tá em todos nós, não dentro de uma igreja. Só consigo conseguir ver na igreja um escape para pessoas maltratadas pela vida e sem mais nada a recorrer, de resto vejo a fé, e essa, mais uma vez insisto, não existe apenas na religião.

quinta-feira, janeiro 19, 2006

Gays

Na minha opinião repugnam-me, enojam-me e põe em causa todo o sentido desta vida, na minha óptica tá claro.
Com gays refiro-me e tenho de incluir também o mito "lésbicas". Todos os rapazes sonham com a imagem de duas raparigas a terem prazer, o problema é que esta imagem é retirada de filmes em que estas senhoras são pagas para fazerem qualquer coisa, e provavelmente estão cheias de cocaina naquela cabeça. As verdadeiras lésbicas são brutas e nem sequer querem saber de rapazes, as outras pertecem ao grupo dos chamados "bi-sexuais".
Voltando à homosexualidade masculina. Há algo que sempre me intrigou e cada vez me intriga mais. Ora se um gay nasce com uma disfunção hormonal, cresce e tem namoradas por, como muitos defensores afirmam, tem uma necessidade de afirmação social, visto ver desde pequeno que se assumir a sua preferÊncia será discriminado. Porque é que um sujeito destes se casa e tem um filho? Um filho por amor de deus! É de um egoismo puro, a criança saberá, mais tarde ou mais cedo, que nasceu de uma relação sem amor, sem espontaniedade, sem nada! O seu pai é homosexual e a sua mãe provavelmente uma falhada. Como é que todos os chamados defensores dos homosexuais nunca referiram esta atrocidade cada vez mais cometida nos tempos em que vivemos? Impressionante.


É tudo.

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Morangos Com Açucar

Hoje acordei e lembrei-me desta bela série que me tem entretido há 2 anos salvo erro. Como tudo é perfeito nos Morangos, falam dos problemas mas todos os ultrapassam e a vida parece correr bem a toda a gente. O máximo grau de agressividade utilizado é um "tás lixado!", metem-se na droga mas nunca ficam viciados, vão sair à noite e bebem sumol laranja, nas aulas tudo parece ser permitido e cascais é tão pequeno que todos se encontram num minuto. É incrivel, eu próprio já lá morei e não encontrava assim as mesmas pessoas em todas as esquinas, e não é assim tão pequena mas pronto. Eu admito que gosto muito desta série, primeiro porque que cativa e segundo por este seu lado tão positivo da vida, e que saudades tenho eu do grande Valsassina.

segunda-feira, janeiro 16, 2006

Saudade

Saudade essa palavra que só existe em português, que utilizamos quando estamos longe de alguém de quem gostamos. A verdade é que esta famosa palavra encaixa e resume perfeitamente o que sinto neste momento, é muito estranho sentir tanta falta de uma coisa mas acho que se compreende. Habituamo-nos a estar com alguém, a viver com essa pessoa, a moldar as nossas coisas em sentido de algo. É dificil.
Saudade parece uma palavra tão bonita mas apenas representa um dos piores sentimentos e talvez uma das piores situações em que as pessoas podem ser colocadas. Conclusão, evitem a saudade, o melhor é fazermo-nos acompanhados por quem gostamos, é a lição a tirar. A mim só me falta mesmo uma pessoa para completar o meu desejo...

Totti

Não aguentei e tive de escrever já sobre este senhor do futebol italiano. Eu não conservo idolos, mas se o fizesse este seria um deles. Acabei de ver o Roma-Milão e estou apaixonado pela atitude e por tudo o que Francesco Totti significa para a Roma. É a sua 14ª época como jogador da Roma, clube que nestes anos apenas por uma vez ganhou o Scudetto. É incrivel ver como Totti teve várias possibilidades de sair com destino aos chamados grandes europeus e ficou-se pela "sua" Roma. Totti é romano e orgulha-se disso, é um senhor apesar do seu mau feitio, porque é respeitado e respeita quem o deve ser. Neste jogo vi-o a jogar contra Nesta e Stam fazendo de ponta-de-lança, vindo atrás buscar jogo, presionando, no fundo vi Totti a capitanear uma equipa frágil como a Roma a uma vitória importantissima face a um dos grandes italianos e europeus. Totti é grande, muito grande.

Criação do Blog

Já percebi que isto tá na moda, portanto aderi. Como bom milanês a moda influencia-me e aqui estou eu, a escrever num blog meu.
Espero não escrever nada com interesse para que todos vocês visitem aqui o blog do Diga e gostem, caso contrário seria inutil tar aqui a escrever e a gastar o meu precioso tempo.
Bem chega de escrever, para primeiro "post" penso que está bastante equilibrado o texto. Divirtam-se.